Operadora vivo começa a testar o 5G em Salvador

Rede funcionará nas faixas de frequência do 3G e 4G; leilão do espectro exclusivo deve acontecer em 2021

Enquanto outros países já iniciaram a implementação do 5G, o Brasil ainda se prepara para o leilão do espaço do espectro exclusivo da rede, que deve ocorrer em 2021. Para funcionar com capacidade máxima, o 5G precisa ser transmitido na faixa de frequência de 3,5GHz, ainda indisponível para as operadoras brasileiras. Por enquanto, a rede funcionará por meio de DSS (compartilhamento dinâmico de espectro), “emprestando” as faixas de frequência do 3G e 4G, o que implica velocidade menor.

A rede 5G promete trazer avanços tecnólogicos impressionantes, que vão desde carros autônomos (eles já existem, mas são limitados) a transformações no atendimento médico e hospitalar. Tudo isso devido à sua taxa baixíssima de latência, que possibilitará a conexão de inúmeros dispositivos ao mesmo tempo, sem que haja congestionamento de rede.

A princípio, o serviço só poderá ser desfrutado pelos clientes que tiverem o Motorola Edge, único celular compatível com o 5G à venda no Brasil. Também será preciso estar em locais específicos. Confira na lista abaixo se sua região receberá a rede:

Vivo

  • São Paulo (Avenida Paulista, Vila Olímpia e Berrini)
  • Brasília (Eixo Monumental, Esplanada dos Ministérios e shoppings)
  • Belo Horizonte (Savassi e Afonso Pena)
  • Salvador (Pituba e Itaigara)
  • Rio de Janeiro (Copacabana, Ipanema e Leblon)
  • Goiânia (centro)
  • Curitiba (Centro Cívico/Alto da Glória e Batel/Água Verde)
  • Porto Alegre (Moinhos de Vento, Avenida Carlos Gomes e Shopping Iguatemi)