Contato

E-mail: comercial@factech.com.br Whatsapp: (71) 98622-4972

Melhores Planos

Melhores preços do mercado.

Suporte

Possuímos técnicos especializados que irá atender nossos clientes da melhor maneira possível.

Serviços

A Factech, trabalho com diversos serviços que você pode ver abaixo.

Provedor de Internet

Somos provedor de Internet no Vale dos Lagos e Canabrava

Criação de Sites

Desenvolvemos seu site

Manutenção de Computadores

Conserto de Computadores em geral.

Manutenção de Notebooks

Consertamos seu notebook e recuperamos.

Colaboradores

Veja nossos colaboradores

Últimas Notícias

Saiba as últimas noticias sobre técnologia

Falha no Office está sendo explorada para infectar computadores

Hackers estão explorando uma vulnerabilidade antiga do Microsoft Office, que já foi corrigida, para espalhar malwares entre os computadores não atualizados, de acordo com relatório divulgado na última terça-feira (30) pela empresa de segurança Menlo Labs.

Segundo a companhia, a falha em questão é a conhecida como CVE-2017-11882, que atinge o editor de equações do Office, ferramenta usada em fórmulas matemáticas. O bug afetou as versões Office 2007 SP3, Office 2010 SP2, Office 2013 SP1 e Office 2016, mas foi corrigido há quase três anos.

Apesar disso, a Menlo Labs afirma ter detectado pelo menos três campanhas de ataques explorando a falha, realizadas recentemente. Elas atingiram empresas dos setores de entretenimento, imobiliário e bancário, na América do Norte e em Hong Kong. No primeiro ataque, os criminosos usaram um documento RTF para redirecionar as máquinas a sites falsos, onde elas baixaram o trojan RAT.

Já na segunda e na terceira campanhas, foi usada uma planilha do Excel para infectar os computadores vulneráveis com o RAT Agent Tesla e o RAT H-Worm, respectivamente. Este tipo de código malicioso possibilita acessar os PCs infectados remotamente, para monitorar os usuários, baixar e instalar arquivos, roubar informações pessoais, minerar criptomoedas e outras atividades.

Atualização elimina riscos

Conforme o diretor de Pesquisa de Segurança da Menlo Labs Vinay Pidathla, o fato de ainda acontecer a exploração da falha CVE-2017-11882 demonstra que muitas empresas estão utilizando o pacote de aplicativos da Microsoft desatualizado.

Para ele, a instalação dos patches de segurança disponibilizados pela fabricante, bem como a atualização do sistema operacional, são essenciais para evitar os ataques. Pidathla cita ainda a importância de ter profissionais especializados em segurança cibernética nas empresas para monitorar situações como esta, diminuindo os riscos.

Quem utiliza as versões do Office afetadas pela falha e ainda não atualizou o programa pode encontrar os arquivos de correção da vulnerabilidade no site da Microsoft.

Operadoras já podem voltar a cortar telefone e internet de inadimplentes

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) determinou, ontem (16), que as operadoras de telefonia fixa e móvel estão liberadas para efetuar o corte dos serviços de telecomunicações dos clientes inadimplentes mesmo durante o período de emergência relativo à pandemia do novo coronavírus. A decisão derruba a determinação da Justiça Federal que proibia os cortes de telecomunicações no estado de São Paulo.

Ao deferir o recurso impetrado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o presidente do TRF-3 Mairan Gonçalves Maia Júnior avaliou que a situação provocada pela covid-19 “não pode ser utilizada como justificativa genérica para o inadimplemento de obrigações jurídicas em larga escala, sob pena de gerar descontrole das atividades econômicas em geral”.

Em outro trecho da decisão, o magistrado citou ainda a crescente demanda pelos serviços de telecomunicação causada pelas medidas de distanciamento social. Com isso, as empresas do setor foram obrigadas a fazer maiores investimentos para suportar a enorme quantidade de acessos, aumentando os gastos com manutenção e expansão da infraestrutura.

O Aumento Da Utilização Da Internet No Brasil

Segundo dados da PNAD Contínua TIC 2018 do IBGE, o número de domicílios com acesso à internet vem aumentando. Em 2017, foram registrados um total de 74,9%, e, em 2018, a porcentagem de domicílios foi para 79,1%. Na área urbana, o percentual foi de 80,2% para 83,8%, e na rural de 41% para 49,2%.

Na pesquisa, foi identificado também um crescimento gradual em ambos os tipos de conexão, banda larga móvel (3G/4G) e fixa. Em domicílios que utilizam a internet, o crescimento foi de 78,6%, em 2017, para 80,2%, em 2018. O percentual da banda larga fixa também demonstrou uma evolução de 73,5%, em 2017, para 75,9%, em 2018.

Nos dados apresentados pela Anatel, que se referem aos acessos e à densidade de Banda Larga Fixa — Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) — que são enviados pelas prestadoras do serviço, foi apresentado um crescimento desde 2007, alcançando um total de 32.994.902 em abril de 2020.

2° Via de Boleto?

Clique aqui!
X
Abrir chat
1
Em que podemos ser útil?
Olá
Em que podemos ser útil?